A CUT tem a legitimidade e a obrigação de convocar a GREVE GERAL!

12/09/2016 17:03

Desde que o governo golpista de Michel Temer assumiu o governo que a população brasileira se revoltou com o ataque aos direitos democráticos. São mais 54 milhões de eleitores que viram seus votos serem desrespeitados por um Congresso de canalhas e corruptos.

Mas o povo não aceita passivamente e está nas ruas das cidades do país em um movimento que não vê a hora de parar. Muito pelo contrário, são cada vez mais jovens, mulheres, trabalhadores e movimentos sociais que se juntam ao movimento e enfrentam juntos a violência da polícia truculenta. Já tivemos jovem que perdeu uma das vistas, outros que apanharam muito e foram presos sem qualquer motivo.

Para vencermos essa batalha de resistência ao governo golpista de Temer, a classe trabalhadora tem que entrar em cena. Não existe dificuldade pra entender que isso depende de uma decisão da direção nacional da CUT. Infelizmente, até agora, essa direção não mostra a disposição para a convocação da Greve Geral. Basta irmos ao site da CUT para vermos que não há uma única convocação de Greve Geral. Nem mesmo uma propaganda sobre a importância da Greve Geral.

Mais uma vez, ficamos boquiabertos ao vermos um texto da CUT que relata sobre o ato do dia 11/09. Incrivelmente podemos ver que: “Durante sua fala, Douglas perguntou aos participantes se eles concordavam com a realização de uma greve geral que está sendo construída entre as centrais sindicais -CUT, CTB e Intersindical- contra a retirada de direitos. Nesse momento, houve intensa manifestação de apoio à proposta.”

Além disso, ainda afirmou que: “No próximo dia 22, irá ocorrer o Dia Nacional de Paralisação, quando diversas categorias pelo Brasil prometem parar em protesto às ameaças do governo em mexer nas leis trabalhistas.”

É incrível como nossos dirigentes têm a coragem de falar em público sobre a construção da Greve Geral e de uma Paralisação no dia 22/09, ficando isso solto no meio de um texto, no qual nem o título remete a isso (http://cut.org.br/noticias/contra-temer-100-mil-saem-em-defesa-dos-direitos-490c/).

A CUT deve aproveitar o momento de campanha salarial de várias categorias, como a dos Bancários por exemplo, e unificar a luta dessas categorias, construindo e convocando a Greve Geral.

Precisamos de uma convocação ampla, tanto para a Greve Geral, quanto para a Paralisação do dia 22/09. Isso tem que ficar em destaque no site de nossa Central. Além disso, temos que utilizar todas as formas de propaganda e agitação existentes para que chegue até as residências dos trabalhadores.

Para finalizar, todos os candidatos de esquerda, independentemente a que partido pertença, devem colocar em seus materiais impressos e na propaganda de TV a convocação para a paralisação e Greve Geral.

  • FORA TEMER!

  • NENHUM DIREITO A MENOS!

  • GREVE GERAL!   GREVE GERAL!  GREVE GERAL!

  • TODO PODER AO POVO!

 

Liga Socialista    

 

PS.: Hoje, 12/09, às 18:04, após a publicação de nosso texto, finalmente a CUT convoca em seu site a paralisação nacional para o dia 22/09. Apesar do curto tempo para a mobilização das categorias, precisamos fazer o máximo esforço possível, pois essa paralisação é um “aquecimento” para a Greve Geral.