Na Grécia trabalhadores migrantes são baleados por capataz

21/04/2013 19:03

 

Pelo menos 20 catadores de morango feridos em disputa pagamento após capataz abrir fogo contra eles, segundo a polícia.

Última modificação: 17 de abril de 2013 22:49


Pelo menos vinte catadores de morango migrantes foram baleados e feridos no sul da Grécia, em uma disputa salarial depois que um capataz abriu fogo contra eles com uma espingarda, afirmou a polícia. O incidente de quarta-feira ocorreu perto da aldeia de Manolada, cerca de 260 quilômetros a oeste de Atenas.

Haralambos Sfetsos, o capitão da polícia, disse que a maioria dos trabalhadores feridos eram de Bangladesh. "Os feridos foram levados para vários hospitais próximos. Fomos informados que nenhum dos feridos estão com risco de vida", disse Sfetsos à agência de notícias AP.

“Nós identificamos os três capatazes e estamos de olho neles. São três homens gregos que vivem no local.”

Ele disse ainda que o tiroteio ocorreu quando cerca de 200 trabalhadores no campo de morango exigiam o pagamento de seis meses salários em atraso e "dirigiram-se de forma ameaçadora" em direção aos três capatazes, quando um deles abriu fogo.

O proprietário do local, que não estava presente no momento, foi detido para interrogatório, enquanto foram emitidos os mandados de prisão para os três capatazes.

 

 

Fonte: Aljazeera  - 17 de abril de 2012