Juventude

Brasil: Neofascista Bolsonaro à beira da vitória

19/10/2018 19:56
Redflagonline Wed, 10/10/2018 - 10:34   Os massivos movimentos políticos e sindicais dos trabalhadores brasileiros, agricultores sem terras e pobres moradores nas favelas enfrentam um perigo mortal; a eleição de um semifascista, Jair Bolsonaro. Ele obteve 49 milhões de votos no primeiro turno das...

O flagelo do desemprego

29/03/2018 17:29
Sábado, 01/11/2003 - 18:00 O desemprego é uma característica permanente de todos os países capitalistas. Nas semicolônias, a queda nos preços das matérias-primas no mercado mundial, a privatização e o “livre comércio” para as multinacionais, devastaram a indústria e a agricultura. O agronegócio levou...

Liberdade, paz e socialismo para a Palestina! Viva a Solidariedade Internacional!

25/10/2017 19:15
Revolução, Alemanha Thu, 12/10/2017 - 07:54                                     ...

Moção de apoio ao movimento de ocupação de escolas e universidades no Brasil

15/11/2016 21:15
Nós, militantes da “Revolution”, uma organização internacional-comunista de juventude, expressamos nossa plena solidariedade com os protestos de secundaristas e estudantes universitários no Brasil, que estão indo às ruas contra a política de austeridade do governo golpista brasileiro. As ocupações de mais de 1.000...
1 | 2 | 3 | 4 >>

REVOLUÇÃO!

Organizar a juventude socialista

 

Apesar do país ainda não ter sentido drasticamente os efeitos da crise do sistema capitalista, os cortes nos orçamentos para os serviços públicos atingem também a educação pública. O tratamento de choque nas favelas atinge principalmente a juventude que é apresentada na mídia como marginais, traficantes ou drogados.

A juventude da classe trabalhadora tem duas frentes de ação. Uma frente é a juventude estudantil universitária e secundarista. A outra é a juventude que se viu obrigada a deixar as escolas para trabalhar, vinda dos setores mais pobres e oprimidos. Na maioria das vezes abandonam os estudos antes mesmo de completarem o 2º grau para se dedicarem a um trabalho precário.

Mas essas duas frentes não significa que o trabalho tenha prioridade em uma delas, há não ser por tática do momento. O importante trata-se do incentivo a discussão, organização e participação política da juventude na sociedade, de forma consciente, enquanto juventude da classe operária.

O principal perigo para a juventude são as drogas e a prostituição infantil que se interligam. O crack se espalha muito rapidamente e muitos dos jovens da classe trabalhadora dos setores mais pobres são atraídos tanto pelo uso quanto pelo tráfico de drogas. O imperialismo tem no tráfico de drogas um dos setores mais rentáveis da economia, que talvez esteja perdendo apenas para o mercado financeiro e o tráfico de menores para prostituição infantil.

Devemos fazer a propaganda da luta contra as drogas e também contra a prostituição infantil e a exploração da juventude pelo trabalho precário, procurando dessa forma organizar a juventude operária, tanto no meio estudantil quanto no sindical, com base em suas reivindicações. A partir dessa propaganda ajudaremos a juventude a se organizar em um movimento socialista, um movimento revolucionário.

  • Contra a redução da maioridade penal;
  • Contra as drogas;
  • Pela descriminalização do uso das drogas;
  • Contra a prostituição infantil;
  • Contra o trabalho precário;
  • Por melhores condições de educação (melhores escolas, educação de tempo integral e democratização das escolas);
  • Por uma educação de qualidade, pública, gratuita e para todos;
  • Pela estatização de todas as escolas privadas;
  • Pelo direito de acesso à educação, esporte, cultura, arte e lazer.