EUA: Homicídios policiais, desta vez é Chicago

24/04/2021 19:59

Tom Burns, Workers Power, USA Sun, 18/04/2021 - 17:49

 

No final do mês passado, um menino de 13 anos, latino, chamado Adam Toledo foi baleado pela polícia de Chicago. Imediatamente após o incidente, a polícia de Chicago afirmou que houve um “confronto armado”. Alegaram que Adam Toledo jogou uma arma para o lado quando confrontado por policiais, o que implica uma justificativa clara para o uso de força violenta, conforme exigido por lei. No entanto, recentemente divulgadas imagens de câmeras corporais, a polícia recuou. Nele, Toledo recebe a ordem de levantar as mãos. Ele o fez, ambas as mãos estavam claramente vazias. Mesmo assim o oficial ainda atirou nele.

As autoridades públicas afirmaram originalmente que Adam Toledo estava armado. O porta-voz da polícia de Chicago, Tom Ahern, twittou: "Os policiais observaram dois sujeitos em um beco próximo, um sujeito fugiu a pé e resultou em um confronto armado. Um sujeito baleado e morto. Segundo sujeito sob custódia. Arma recuperada no local". A declaração oficial do departamento de polícia dizia: "Um criminoso armado fugiu dos policiais. Seguiu-se uma perseguição a pé que resultou em um confronto".

Os advogados do Condado de Cook (o condado de Chicago) alegaram que Toledo “tinha uma arma”. A prefeita Lori Lightfoot fez eco a declarações semelhantes em 5 de abril. Ela declarou: “Toledo tinha uma arma” e passou a culpar a violência de gangues em Chicago, em vez da mais famosa gangue armada do país, a polícia. Na época, a família não teve acesso às imagens das câmeras do corpo. Levaria 10 dias até que fosse disponibilizado.

Agora, os funcionários públicos mudaram de tom. Seu engano não pode esconder os fatos. Adam Toledo passa a ser caracterizado como “uma criança em contato com um adulto com uma arma de fogo”. Agora, não há apelos à “violência de gangue”. Agora ele não tem uma arma. A polícia ainda afirma que Adam jogou uma arma para o lado antes de mostrar as mãos para cima para a polícia. No entanto, a dúvida permanece. Os funcionários de Chicago mentiram uma vez. Podemos realmente saber se eles estão dizendo a verdade agora? Afinal, o indicado de Biden para ser o Diretor do Bureau de Álcool, Tabaco, Armas de Fogo e Explosivos, David Chipman, mentiu sob juramento durante audiências sobre a tragédia de Waco em 1993.

O atirador neste caso é o oficial Eric Stillman, que já tem três reclamações e quatro relatórios de uso de força de acordo com o Instituto Invisível, uma organização que rastreia e registra as interações policiais. As alegações incluem busca e apreensão impróprias e uso de violações através da força.

Os habitantes de Chicago foram para a rua. Protestos eclodiram em todo o país. Esses movimentos foram estimulados pela recente morte de Daunte Wright e o julgamento do assassino de George Floyd. Sabemos que a polícia responderá com violência e terá como objetivo nos aterrorizar. Já o fizeram em Nova York e no Brooklyn Center, em Minnesota. Relatos indicam que um fotógrafo teve sua “cabeça esmagada no chão” por um soco da polícia. A polícia do Brooklyn Center violou a política ao atirar gás lacrimogêneo contra os manifestantes. O padrão de violência policial contra a Revolta de George Floyd, infelizmente, se repetirá novamente.

Assim como aconteceu com o assassinato de Daunte Wright, agora é a hora de agir. Os socialistas revolucionários devem ser solidários com os manifestantes. Devemos ver todos os órgãos do poder da classe trabalhadora e aqueles que reivindicam tal representação, solidários. Já existem indicações animadoras. Trabalhadores de transporte em Minnesota se recusaram a transportar manifestantes presos. O capítulo Twin Cities DSA começou a arrecadar fundos para médicos e para a família de Daunte Wright. No entanto, as seções e sindicatos da DSA em todo o país devem aumentar seu apoio. Eles devem apelar para todos nas ruas e nos locais de trabalho. Devemos exigir o fim da polícia e sua substituição pela defesa da comunidade operária, negra e latina.

 

Fonte: Liga pela 5ª Internacional (https://fifthinternational.org/content/usa-police-killings-time-its-chicago)

Tradução Liga Socialista em 18/04/2021